terça-feira, 10 de dezembro de 2013

#18 A costureira

Olá meninas! Férias, ebaaa!

Hoje é dia de falar de um contrato diferente... Dessa vez eu não vou recomendar, ou deixar de recomendar... Vou apenas contar a história e vocês decidem se ela foi positiva ou negativa.

Quando comprei meu vestido na Maria Virgínia (por sinal, ainda estou vendendo o vestido e os sapatos), ele ficou muito bom, serviu bem., mas, claro, precisava de uns ajustes aqui e acolá. Fui perguntar quanto ficaria para ajustar na MV e quase caí para trás.

Uma amiga então me disse sobre esse lugar no Guará, chamado Casa Clara, que ela estava arrumando o vestido dela. Lá fui eu, conversei com a costureira. Para quem não viu meu vestido, ele é feito de vários pedacinhos de um tecido bem leve, juntos, fica um efeito meio princesa Disney. Quando comprei o vestido, estava faltando várias partes do tecido, então ficou combinado que ela ajustaria o corpete, colocaria mais pérolas nas mangas e acrescentaria mais tecido à saia.

Primeira vez que fui provar, somente o corpete estava feito. Ela falou que trabalhariam na manga. Não notei nada de errado no corpete, estava tudo OK. A saia continuava com pedaços faltando.

O problema mesmo começou na SEGUNDA vez que fui provar as coisas. Primeiro, que elas mesmas marcaram a data para eu voltar e provar o vestido. No dia anterior me ligam falando "ah, é que não conseguimos terminar o seu vestido, você pode voltar aqui outro dia?". Não! Gente, meu trabalho toma todo o meu tempo, eu arrumei tempo com antecedência para aquele dia e eles simplesmente me dizem que não é para eu ir? Nem pensar, comigo não! Falei que quem havia escolhido o prazo foram elas e que o vestido estivesse pronto no dia, fazendo o favor. A menina do telefone ainda veio com draminha: "então táááá, vou trabalhar a noite tooooooda entãoooooo...". Ah, vê se eu me importo! Se eu tenho um prazo e eu não fiz o que devia, também tenho que trabalhar a noite toda, isso é a vida!

Chegando lá no dia de provar, cheguei uns 15 minutos atrasada e mesmo assim, meu vestido não estava pronto! Eu tinha hora pra sair de lá, mas me enrolaram uma meia hora porque não conseguiram terminar o vestido. Quando eu olhei, notei que a cauda do vestido estava menor e mais rala. Falei que ela havia tirado da cauda para encher a saia e ela negou. Eu estava com o Bruno apenas, então não tinha alguém que pudesse concordar comigo, então deixei quieto por enquanto.

Na terceira vez em que fui provar o vestido, fui com a minha avó. MELHOR-DECISÃO-EVER!!!! Primeiro que eu cheguei na hora certa, daí entra uma noiva qualquer e ela passa a menina na minha frente, falando que era rápido!! Achei isso um absurdo, fiquei de cara feia um tempão. Ela pediu desculpas, mas adianta? Aí minha avó viu todos os defeitos. Minha avó falou que ela havia tirado o tecido do fim do vestido pra colocar na saia e ela disse "Ah, é que eu não achei tecido para comprar... mimimi". Gente, pense na raiva! Tive que fazer a prévia com a cauda menor.
Depois, minha avó saiu, achou o tecido (bem fácil) e comprou. Levou pra ela e mandou ela ajustar. Minha avó foi fantástica, porque ela ficou em cima da costureira, ficou ligando, no final a costureira estava um anjo porque minha avó estava lá.

A parte boa é que a costura ficou boa e como eu perdi 10 kg ela teve que ajustar o corpete várias vezes. (depois conto como eu perdi 10 kg).

Ela ajustou o vestido da minha amiga, que me disse que não teve problemas com ela, apenas ela ligou tentando remarcar, assim como fez comigo.
O ajuste saiu, se não me engano, 650 reais.

Vale a pena? Não vale a pena? Vocês decidem.

Meninas, se quiserem que eu conte de algum contrato específico, podem deixar comentários que eu escrevo. Só não vou falar de fotografia e filmagem porque não recebi nada ainda (por enrolação minha), mas quando escrever, será um texto LONGO!

Segue o antes e o depois do vestido (também dá pra ver meu antes e depois hehehe):


Antes

Depois


(eu só tinha essa foto tremida)


Até a próxima :-D